O que são os modelos de serviço para Cloud Computing?

A Cloud Computing, ou Computação em Nuvem, revolucionou a forma como empresas e indivíduos gerenciam, armazenam e processam dados. Esta tecnologia permite o acesso a recursos computacionais via internet, sem a necessidade de infraestrutura física local. Dentro desse contexto, existem três modelos principais de serviços de Cloud Computing, cada um adaptado a diferentes necessidades e demandas do mercado.

IaaS (Infraestrutura como serviço): 

Também conhecido como “Hardware as a Service” trata-se de um modelo de entrega de serviço onde a infraestrutura é disponibilizada de forma granular onde você poderá montar seus serviços de maneira personalizada e assim modelar sua infraestrutura como desejar com menor custo possível. O IaaS fornece a base fundamental da infraestrutura de TI, oferecendo recursos virtualizados, como servidores, redes e armazenamento. Com o IaaS, os usuários têm controle total sobre a configuração e o gerenciamento desses recursos, permitindo flexibilidade e escalabilidade sob demanda.

Exemplos de serviços que estão inclusos no modelo de IaaS:

  • Máquinas Virtuais (Virtual Machines – VMs)
  • Armazenamento em Nuvem
  • Redes Virtuais
  • Serviços de Monitoramento

 

Principais provedores:

 

Na Imagem abaixo temos uma referência segundo a avaliação do Gartner colocando um ranking dos principais provedores para os modelos de IaaS e PaaS. No entanto não leve em consideração apenas essas informações para decidir seu provedor, pois todos possuem pontos fracos e fortes e também tipos de serviços que são melhores ou piores dependendo do provedores que escolher.

PaaS (Plataforma como serviço): 

Neste modelo uma parte da infraestrutura é abstraída e assim facilitando a implementação de novos serviços, pois a complexidade é reduzida drasticamente para atender seu negócio de maneira mais ágil. O PaaS é projetado para simplificar o desenvolvimento, implantação e gerenciamento de aplicativos. Ele oferece uma plataforma completa para os desenvolvedores criarem e executarem seus aplicativos sem se preocuparem com a complexidade da infraestrutura subjacente. Isso agiliza o ciclo de desenvolvimento e reduz custos operacionais.

Exemplos de serviços que estão inclusos no modelo de PaaS:

  • Serviços de integração
  • Banco de Dados
  • Firewall
  • Inteligência Artificial
  • Internet das Coisas
  • Plataformas de Desenvolvimento

 

Principais provedores:

 

SaaS (Software como serviço): 

No modelo SaaS, os aplicativos são disponibilizados diretamente aos usuários através da internet. Esses aplicativos são hospedados e gerenciados pelo provedor de serviços de nuvem, liberando os usuários da necessidade de instalar, atualizar ou manter software localmente. Exemplos comuns incluem serviços de e-mail e plataformas de colaboração. Neste modelo o Software é entregue de forma simples para o usuário, abstraindo totalmente a infraestrutura e diminuindo a complexidade. Preocupações como backups, administração dos Sistemas operacionais ou arquiteturas de alta disponibilidade são inexistentes nesse tipo de serviço.

Exemplos de serviços que estão inclusos no modelo de SaaS:

  • ERP
  • CRM
  • Office 365
  • HCM
  • Software gerenciado pelo provedor

 

Principais provedores:

 

Na imagem a seguir temos um modelo de referência que exemplifica de forma visual todos os modelos de Cloud e seu nível de abstração (os itens em preto ficam sobre responsabilidade do provedor)

Conclusão:

O primeiro ponto que precisar ser compreendido é que não existe melhor modelo, pois cada um atende a perfis de usuários diferentes com requisitos ou necessidades distintas.

No modelo de Infraestrutura como Serviço (IaaS) você tem maior flexibilidade, customização ou controle, mas em contrapartida você traz uma série de responsabilidades como o monitoramento de CPU ou memória, gerenciamento de Sistema Operacional, instalação da aplicação e todo o gerenciamento do servidor.

O modelo de Plataforma como Serviço (PaaS) é principalmente focado em plataformas de desenvolvimento, integração, banco de dados e por ai vai. São serviços que trazem certo nível de abstração, pois geralmente são “caixas” fechadas com serviços focados para funções específicas com elasticidade e escalabilidade inclusas, mas sem se preocupar com a Infraestrutura ou gestão do servidor.

Para o modelo de Software como Serviço (SaaS) o provedor entrega a aplicação pronta para uso e o cliente poderá acessar diretamente através de um login e senha sem se preocupar com o que roda no backend.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais:

plugins premium WordPress